- Gas Dengoso é o garanhão que mais influencia a composição genética da atual população da raça Campolina. Na década de 80 ele foi vendido por cifra recorde da América do Sul para equinos – UM MILHÃO ( na moeda brasileira da época )

- Um ano após Gas Dengoso ter chegado ao Rio de Janeiro ele morreu, mas deixou 5 filhos, dos quais destacou-se Albatroz do Oratório, garanhão formador do renomados planteis sufixos “Oratório e Hibipeba”.

- Inúmeros filhos e filhas de Gas Dengoso já foram vendidos por elevados preços, cabendo a Licor do Angelim o recorde de preço.

- Na década de 90 o reprodutor O.P. de Santa Rita, filho de licor do Angelim, foi condominiado por um grupo de dez criadores pelo valor equivalente a UM MILHÃO DE DÓLARES, batendo o recorde de seu avô, Gas Dengoso.

- O.P. de Santa Rita e Desacato da Maravilha foram os reprodutores mais importantes da raça nos ultimos 20 anos.

- Apesar de nunca ter sido campeão nacional, Desacato conquistou dez titulos de campeonato nacional progenie de pai e deixou inumeros filhos (as) campeoes nacionais de raça.

- Existem poucos reprodutores completos. Para obter esta classificação é necessario que o reprodutor conquista titulo nacional de raça e marcha, alem de ser produtor de campeões nacionais de raça e marcha. Iluminado de Alfenas foi um dos poucos reprodutores completos.

- Neruda do Chiribiribinha, filho do O.P. foi o recordista nacional de preço para venda de coberturas, sendo o reprodutor mais importante da nova geração.



OP de Santa Rita

Neruda do Chiribiribinha

Desacato da Maravilha

Gás Dengoso

 

<< Home