ORIGEM DO CAMPOLINA PAMPA E GARANHÕES DO PASSADO

Os ancestrais originais da raça Campolina não eram de pelagem pampa. De fato, esta pelagem não foi incidente na raça Andaluz e muito pouco prevalente na raça Bérbere. Não há registro de exemplares portadores desta pelagem no rebanho original de Cassiano Campolina e também no de seu primeiro sucessor, o Cel. Joaquim Pacheco. Foi na época de Gastão Rezende, terceira geração de sucessores de Cassiano Campolina, que os primeiros exemplares de pelagem pampa, muito poucos, foram introduzidos na linhagem berço sufixo “Gas”.

Na outra linhagem berço, sufixo “Passa Tempo”, o primeiro registro oficial de exemplar de pelagem pampa foi um dos reprodutores de Francisco Teodoro de Andrade, de nome Horizonte, tipo característico “Mangolina”. Esta pelagem também não foi muito prevalente na seleção Campolina da “Passa Tempo”, ao contrário da seleção Mangalarga Marchador. O primeiro reprodutor importante foi o Passa Tempo, registrado como Mangalarga Marchador, mas de tipo caracteristico “Mangolina”, em especial pelo grande porte para a época – altura de 1,57m. Com Registro Genealógico na ABCCCampolina, A única égua Campolina pampa de destaque na linhagem Passa Tempo foi a Raridade, que gerou o harém, o único reprodutor de destaque.

Foto – Cel. Francisco Teodoro de Andrade, fundador da linhagem “Passa Tempo”, montando garanhão de pelagem pampa, de nome Horizonte, no ano de ........

Foto – Passa Tempo, o primeiro reprodutor pampa importante da linhagem “Passa Tempo”

Foto – Raridade de Passa Tempo

Foto – Harém de Passa Tempo

Em 1963 teve início em Barbacena a seleção Campolina pampa sufixo “Lagoa Negra”, a que de fato teve influência relevante na composição genética da atual população Campolina pampa. O titular do criatório “Lagoa Negra” ainda é Dr. José Eugênio Dutra Câmara, que naquele ano exerceu seu primeiro mandato como Prefeito de Barbacena. O marco inicial da seleção foi o reprodutor Netuno da Lagoa Negra, de pelagem pampa de preta, comprado em Arcos, filho de garanhão pampa Mangalarga Marchador do criatório de Maurício de Andrade com égua Campolina de pelagem preta. Netuno o Registro Genealógico numero 1 do Campolina pampa, mas em Livro Aberto.

A Lagoa Negra priorizou a seleção do Campolina de pelagem pampa de preta. . Os principais atributos do Campolina pampa sufixo “Lagoa Negra” são o grande porte e a forte estrutura corpórea e de membros. Os reprodutores mais importantes, sucessores de Netuno foram seu filho, Segredo, seu neto, Falcão e seus bis-netos, J.E. e Isto É, tendo sido este ultimo homozigoto dominate para a pelagem pampa. Produziu 157 filhos (as), todos de pelagem pampa.

Foto – Netuno da Lagoa Negra

Foto – Segredo da Lagoa Negra

Falcão da Lagoa Negra

Foto – J.E. da Lagoa Negra

Foto – Isto é da Lagoa Negra

Outras seleções tradicionais de Campolina Pampa são a “Solar da Lagoa”, sediada no município de Paracatu-MG; “Camenguém”, sediada no município de Lagoa Dourada-MG; “Barulho”, em Papucaia-RJ e “Chaparia”, em Simões Filho-BA. Torna-se oportuno mencionar também a contribuição importante do criatório sufixo “Pantaleão, no município de Barroso-MG, cuja base de seleção foi um reprodutor de pelagem preta, de nome N.F. da Santa Rita em éguas do criatório “Lagoa Negra”.

Oportuno ressaltar que exceto o criatório antigo “Lagoa Negra”, nenhum dos demais criatórios antigos utilizaram reprodutores ou éguas de pelagem pampa – “Palmeira”, “Campo Novo”, “Angelim”, “Santa Maria”, “Cassorotiba”. Portanto, pode se afirmar que pelo menos 90% da população atual de Campolina pampa carrega sangue de origem “Lagoa Negra”. Todavia, esta composição genética está em fase acelerada de renovação. Como a pelagem pampa tem mecanismo genético dominante, vários criadores estão acasalando os reprodutores de origem “Lagoa Negra” com éguas de pelagem uniforme, de outras origens, muitas delas descendentes dos melhores reprodutores de pelagem uniforme da atualidade. Melhor ainda, é que algumas destas éguas são portadoras de andamento e expressão racial de melhores qualidades em relação ao Campolina pampa original.

 
 
<< Home